segunda-feira, 24 de novembro de 2008

D. ISABEL MATOS E AS ARTES DECORATIVAS


Nas nossas terras há gente possuidora de grandes talentos que deveria merecer mais atenção e divulgação da sua arte. Hoje queria destacar a pessoa da D. Isabel Matos que, depois de alguns anos emigrada em França, regressou a Figueiró onde tem participado muito activamente na vida comunitária. Possuidora de mútiplos talentos, queria destacar a sua "menina dos olhos", as "Artes decorativas" onde ela é mestre. São muitos os trabalhos realizados com materiais diversos, conforme se pode verificar na foto que apesar de ter 10 anos confirmam a sua veia artística. No âmbito do Ensino recorrente, deu formação nesta área a jovens e menos jovens da nossa terra.

A imagem de uma terra passa também pela divulgação dos rostos que se destacam nas várias áreas quer no passado quer no presente!

6 comentários:

Amaral disse...

João Paulo
Parabéns por divulgares quem merece.
Boa semana
Abraço

Anónimo disse...

olá, estas actividades são muito importantes nas aldeias.Felizmente, existe e existiu muito potencial na aldeia de Figueiró; deixo aqui alguns exemplos.
O sr.latoeiro, zé das Iscas, o pinoia com o seu famoso cozido à portugues e salada de polvo,sr.hóracio com as suas famosas filhós,a serração, o queijo e derivados da D. Emilia das quintas,os agricultores,etc.
Actualmente, a D.Isabel,sr.lecas, o sr. dos aluminios,os restaurantes, mercearias e café,a senhora sua mãe e D. luisinha na costura, o arroz doce da Sr.Aurora,as empadas da D.MariaDO Vitor etc. imaginem estas profissões e pseudo-profissoes em grande dimensão e a produzirem para as grandes cidades( Viseu,Guarda,etc.)davam emprego a muitas gente da aldeia.
Certamente, seriamos um povo feliz, pois tinhamos trabalhos e não precisavamos de sair da nossa linda aldeia...como é o meu caso.
obrigada

JPCLEMENTE disse...

Realmente há muita gente e muitas coisas boas na nossa "aldeia linda", obrigado por as lembrar!
Apareça sempre!

Anónimo disse...

Parabéns,para observaçao do anonimo.
Concordo consigo, pois estas pessoas com empresas proprias davam emprego a muita gente.
Nunca tinha pensado que existia tanto potencial na aldeia de Figueiró.
Se esta utopia se torna-se real seria certamente uma aldeia modelo do nosso pais.
Abraço,João trindade

Anónimo disse...

Olá, como seria bom viver nesta utopia!
Mas como sonhar é viver mais uma vez alguém nos fez sonhar...
Parabéns.sr anonimo
Abraço

al cardoso disse...

Pena que muitas dessas coisas boas nao sao mais divulgadas, mas quem sabe de ora adiante passaram a ser!

Um abraco de amizade dalgodrense.