quinta-feira, 14 de outubro de 2010

AS PORTAGENS E O INTERIOR

As vias de comunicação e as condições geográficas (rios,vales e serras) eram ingredientes que serviam para cativar a fixação e o desenvolvimento de uma terra. Nos nossos dias estes elementos ainda não conseguem atingir esse objectivo em todas as localidades. Numa altura em que o governo se prepara para colocar portagens nas principais vias do interior, pergunta-se se será justa esta medida por estas terras, uma vez que a geografia das mesmas não permite ter vias alternativas relativamente rápidas que possibilitem uma mobilidade em tempo eceitável, numa altura em que cada vez mais "o tempo é dinheiro".Sendo assim, sou contra esta medida. O mesmo acontece relativamente às SCUT's do Norte. Os grande investimentos continuam ser centrados na capital. Os criadores de riqueza não são compensados.
Relativamente à A25, poder-se-ia admitir o pagamento de portagens se esta tivesse sido criada de raíz. O antigo IP5 serviria agora como alternativa aceitável.
Infelizmente, não se pensa a longo prazo, servindo, assim, o dinheiro dos nossos impostos para dar respostas a interesse eleitoralistas momentâneos.
Há que fazer política com verdade, caso contrário mais tarde ou mais cedo a crise trará maiores sofrimentos ao povo.Hoje, todos nós a vamos sentindo...

2 comentários:

al cardoso disse...

Sobre este mesmo tema veja o meu ponto de vista aqui: http://aquidalgodres.blogspot.com/2010/06/a25-as-portagens-e-o-desenvolvimento.html
O exemplo da nossa terra, nao nos leva que sejam as auto-estradas com portagens, ou sem elas, que a facam andar para a frente, ou estaganar!

Um abraco de amizade dalgodrense

Anónimo disse...

Nem preciso de si para estar sempre consigo.