sábado, 13 de dezembro de 2008

"Ó OLIVEIRA DA SERRA!"


O frio que entretanto vai chegando, para além de me fazer lembrar a época natalícia em Terras de Algodres, recorda-me uma outra actividade a chamada "Vareja da azeitona". Esta não era (é) tão agradável como a primeira. As encostas onde as oliveiras davam à luz as azeitonas eram locais muitas vezes de difícil acesso. As cantorias das mulheres acompanhadas pelo assobio dos homens "lá em cima", transformavam o ambiente sonoro e visual das diversas propriedades. O esforço despendido e a companhia da natureza faziam com que hora de merenda fosse um momento de prazer. No final do dia, vinha o ritual de "erguer a azeitona". Apesar de penoso, era um óptimo exercício físico. O dia terminava com o regresso á "aldeia linda" guiados pelo burrito que entretanto transportava o "fruto do trabalho".

1 comentário:

Amaral disse...

João Paulo
Tinha de ser feita, a apanha da azeitona, mas não era muito agradável. Que frio se apanhava, as mãos ficavam num estado... mas depois o azeite dourado a temperar os alimentos sabe tão bem.
Boa semana
Abraço