sábado, 26 de setembro de 2009

O PELOURINHO DE FIGUEIRÓ DA GRANJA


É do século XVI, tipo manuelino.
Uma coluna octogonal de granito emerge dum pedestal ou plataforma de 4 degraus de cantaria grossa, também de sector octogonal, onde se firma. O fuste tem 3 metros de altura.
Sobre o fuste, como ornato, um segundo corpo, bem ajustado, alargar-se em losango, ao qual está amarrado por uma corda o escudo manuelino com as quinas, também emoldurado por uma corda rebordante.
Servindo de pináculo ou remate, a esfera armilar.
Não apresenta vestígios de argolas nem de correntes de ferro.
In Terras de Algodres, Mons. Pinheiro Marques

2 comentários:

Anónimo disse...

Um belo pelourinho.
Uma demonstração de jurisdição feudal, mas também um locais de tortura e de exposição de criminosos que se tornaram ex-libris de muitas localidades.
Neste caso,a quem deveria ser dado esse poder e quem deveria aí cumprir a sua pena?
Ou o povo dirá de sua justiça nas urnas?
uma braço
Luís

al cardoso disse...

So e pena terem-no removido do local original: A Praca.
Neste momento com a nova variante ja nao existem os constrangimento de transito, mas duvido que existam vontades para a sua relocalizacao!

O que esta na moda e mudarem-se alminhas do lugar original e nao relocalizacoes de monumentos!

Um abraco dalgodrense.