segunda-feira, 13 de outubro de 2008

LAGE DA BRÁZIA


Há sítios na nossa terra que devido à sua beleza merecem ser recordados e divulgados. Mons. Pinheiro Marques descreve-nos com uma grande sensibilidade o lugar bucólico de "Lage da Brázia". Como já referi em artigos anteriores, poder-se-iam fazer belos percursos pedestres pelas encostas e vales da nossa terra.

"No sítio, antigamente chamado Barrocal do Outeiro da Boiça, a que hoje se dá o nome de Lage da Brázia, descobre-se também um panorama encantador. O espectáculo é deslumbrante de beleza incomparável; dir-se-ia, uma visão fantástica. Do alto do rochedo, onde se chega sem esforço, o terreno quebra-se, quase a prumo, sobre o vale, onde, entre prados esmaltados de verdura, desliza o ribeiro da Carvalha, ladeado de freixos e amieiros, que se remiram na cristalina corrente.

Céu diáfano e leve, ar translúcido, impregnado do perfume ácre e resinoso dos pinheiros e do odor suave e doce das vinhas; a paisagem, toda nitidez e claridade, dum enternecedor bucolismo, é cheia de cor, resplandecente de sol, cheia de vida; cenário maravilhoso, como num sonho feérico de fadas!

Aqui e além, nas assentadas dos lameiros, homens de trabalho labutam infatigáveis na sua faina agrícola. Os engenhos chamados picanços, como cegonhas de longo colo, gemem ao impulso vigoroso de braços musculosos, erguendo-se e abaixando-se em movimentos rítmicos, a extrair a água dos poços, como ave sequiosa levantando e abaixando a cabecita a beber à beira dum regato."

3 comentários:

Anónimo disse...

Não há duas leituras iguais.
E depois,a cada época sua leitura.

al cardoso disse...

E um dos sitios que ainda nao conheco!
Talvez um dia destes.

Um abraco de amizade dalgodrense.

Anónimo disse...

A propósito do nome de Monsenhor Pinheiro Marques, houve, em tempos idos, um senhor , também Pinheiro Marques,que me fez o favor de ceder o nome, a figura e a obra a uma ideia que eu tive, tenho e terei.
Mas eu sempre soube que era só uma ideia...
Curioso, não é ?