segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Uma oposição forte faz um concelho forte!

Nas nossas Terras de Algodres, para além de uma autarquia sem ideias, verificamos que a oposição, que deveria assumir um papel firme de alternativa ao poder instalado, não se ouve nem se conhecem os projectos que apoiam ou que apresentam. Somente a um ano das eleições é que aqueles começam a movimentar-se para arranjar as listas candidatas. Quem está longe do concelho, e não só, muitas das vezes nem conhece as caras que podiam ser alternativa ao poder democrático autárquico instalado. Era dever dos eleitos quer dos que estão no poder quer dos que se encontram na oposição, passar uma ou duas vezes pelas freguesias e sede do concelho e conhecer as dificuldades e as carências de modo a apresentarem as soluções mais válidas. Para além das assembleias municipais e de freguesia, os meios de comunicação social e a internet são outros meios que a oposição poderia utilizar para criticar, lançar novas ideias e informar os eleitores.Por isso, todos aquele que se consideram capazes de uma alternativa com um projecto válido, deveriam começar, desde já, a trabalhar, criando uma equipa que começasse a trabalhar num projecto diferente e ambicioso e demonstrar que o Concelho tem futuro.
Os que se encontram hoje no poder deveriam também eles demonstrar o trabalho realizado e apresentar novas ideias para o futuro.
Para se ganharem eleições amanhã deve começar-se "ontem" a andar no terreno e a viver os problemas concretos das pessoas.
O poder não é mais do que um meio de servir e não um meio de se servir!

3 comentários:

al cardoso disse...

Tal como a nivel nacional, tambem pelo nosso municipio a oposicao e fraquita! Em minha humilde opiniao as oposicoes deveriam ser sempre construtivas, e nao como se ve muitas vezes que so servem para deitar abaixo.
Tambem os politicos sejam locais ou nacionais deveriam enveredar por essa carreira com o espirito de servir, e nao para servir-se como muitas vezes vemos, e como o amigo refere.
Mas muitas vezes as mudancas acontecem, ou deviam acontecer, mesmo dentro do mesmo partido politico, o que faz falta e sangue novo, de gente que nao esteja acomodada!!!
Um abraco de amizade.

Filipe Saraiva disse...

Caríssimo Amigo, tive hoje, pela primeira vez, conhecimento da criação e manutenção deste teu blogue. Felicito-te por isso, uma vez que demonstras o apego e amor do beirão à terra, apesar de o destino por vezes nos levar para longe... Como sabes, não concordo com muitas das tuas afirmações sobre alguns assuntos, mas podemos conversar sobre isso noutra altura.
Forte Abraço! Filipe

Amaral disse...

João Paulo
Por vezes penso que a oposição não faz nada, porque acredita no ciclo vicioso, isto é: quando eles cairem entramos nós. Comem todos e encobrem-se todos.
É tudo a mesma... aquela coisa que só difere no cheiro.
Abraço