sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

APÓS UM PARLAMENTO DOS JOVENS, PORQUE NÃO UMA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DOS JOVENS?

O projeto "Parlamento dos Jovens", iniciativa da assembleia da república, é um dos poucos projetos  em que a assembleia da república vem à escola e possibilita aos jovens uma reflexão acerca do mundo que os circunda, numa perpetiva de conhecer a vida parlamentar. O tema proposto este ano, ao nível do 3º ciclo, foi "medidas de combate à crise". Uma vez que, ao nível de escola, dinamizei este projeco, achei por bem divulgá-lo através deste espaço. Foi interessante verificar todo um conjunto de ideias que os alunos foram apresentando e que resultaram, ao nível da minha escola, neste projeto:
MEDIDAS:
1-Criar uma política unificadora entre todos os estados europeus;  
2- Apostar nas potencialidades dos jovens, criando-lhes condiçõesa , a nível nacional e a nível europeu, para levar por diante os seus projetos inovadores;
3-Explorar, corretamente, os vastíssimos recursos naturais de Portugal;
Para ultrapassar a crise, o nosso projeto pretende apresentar, primeiramente, uma solução global, no âmbito da União Europeia. Consideramos que num mundo cada vez mais global, o isolamento económico e político terá sempre como destino o fracasso. Para ultrapassar a crise que todos nós sentimos, só é possível fazê-lo e com sustentabilidade no âmbito da UE, devendo, para o efeito, acrescentar à unidade económica um projeto político em termos europeus, criando desta forma os Estados Unidos da Europa, à semelhança dos Estados Unidos da América. Para que isso aconteça, urge colocar o Homem como centro de todas as coisas. Quando isso acontecer, haverá maior solidariedade, mais progresso e, consequentemente mais desenvolvimento e melhores condições de vida para os habitantes d' "este jardim à beira mar plantado", Portugal.

Na sequência do que foi referido, urge que sejam dadas condições aos jovens , a nível nacional e numa perspetiva europeia, para que lhes sejam dadas condições para concretizar os projetos inovadores que a juventude possui. Há que acreditar nos jovens como seres sonhadores que têm projetos que necessitam de ser acarinhados e apoiados. Cabe aos governos nacionais e europeus terem uma certa sensibilidade para os apoiarem e ajudarem a concretizar. Com isso, quem ficará a ganhar será Portugal e a UE onde estamos inseridos.
Finalmente, os recurso naturais que Portugal possui são uma mais valia na criação de riqueza. As terras do interior que se encontram abandonadas; o mar e todas as suas potencialidades, aliadas à exploração das energias renováveis serão uma triologia importantíssima na criação de riqueza para o país e para a União Europeia.

Todas estas nossas ideias para ultrapassar a crise só terão sucesso se houver uma mudança de mentalidade em cada português/europeu individualmente e aliada a uma mutação de atitude por parte dos políticos. Há que muda uma mentalidade"economiocentrista" para outra, "antropocentrista", à semelhança do Renascimento.Quando isso acontecer o "mundo (Portugal) pula e avança", como diz o poeta.



UM PROJETO COM ESTAS CARACTERÍSTICAS, A NÍVEL CONCELHIO, SERIAS, DEVERAS INTERESSANTE! "Medidas para desenvolver o concelho que levem à fixação de pessoas"!

Sem comentários: