domingo, 29 de novembro de 2009

HABITAÇÕES NECESSITAM DE RECUPERAÇÃO


Com a diminuição populacional em terras do interior, são muitas as casas que se vão degradando. Todavia, alguns particulares procuram contrariar, como foto documenta. Há muitas casas em pedra que vão caindo, por não haver uma política de apoio e incentivo à recuperação desses imóveis. O turismo rural é uma das saídas para algumas delas, proximamente divulgarei um desses exemplos.
Deveria haver apoio, quer ao nível do poder local quer ao nível do poder central, que ajudasse muitos que não têm condições para recuperar este tipo de habitações.

4 comentários:

Anónimo disse...

Amigo João,
já aqui não venho há algum tempo, mas vejo que a chama continua acesa e que continuas envolvido com a tua Terra. Esta é mais uma chamada de atenção para um problema que se está a avolumar e que é extensível a muitas aldeias do interior.

Um abraço
Luís

aluap disse...

Na minha aldeia, Forninhos, alguns particulares têm recuperado algumas casas antigas, quer para turismo rural, quer para habitação própria, mas existem outras casinhas pequeninas com imensos anos, de pedra miúda, que devido à falta de apoios acabam por cair, o que é uma pena, porque são casinhas com muitas histórias, que n´outros tempos abrigaram grandes famílias.

José Paz disse...

há de facto bastantes casas em Figueiró da Granja que estão recuperadas, felizmente.

Anónimo disse...

A propósito..............
Desde a construção do Jardim Público, há vários anos, que as ditas obras abalroaram uma parede de uma casa que dá para o Jardim. É natural que um dia a parede vá abaixo, apesar do problema ter sido apresentado na época e mais recentemente ás autoridades da Camara e Junta de Freguesia, ilibando assim qualquer responsabilidade do proprietário.