domingo, 18 de outubro de 2009

A SEGUNDA-FEIRA DE FEIRA


"Amanhã é segunda-feira de feira?" Era muitas vezes esta a pergunta que se fazia quando a noite de domingo se aproximava. O fim-de-semana prolongava-se com a ida à feira na vila. É um dos poucos pontos de encontro para toda a comunidade do concelho de Fornos de Algodres.
Todo o ritual começava de manhã na "paragem das carreiras", como diziamos nós.
Inicialmente, de mão dada aos nossos pais, lá íamos nós! A subida até ao local da feira era um ritual que se fazia com prazer de 15 em 15 dias. As razões desta visita à feira estavam numas botas que ajudassem a passar o rigoroso Inverno; num casaco protector do frio; no pano para se mandarem fazer umas calças; ou simplesmente no gosto que os nossos pais tinham em mostrar o petiz que de feira para feira ia crescendo.
Com a adolescência e os primeiros anos de juventude acrescentavam-se outras motivações...
Agora, já adulto, vão rareando cada vez mais a visita a um dos poucos eventos que possibilita o encontro e criar laços entre todos os habitantes das Terras de Algodres.

6 comentários:

al cardoso disse...

Uma excelente lembranca de tempos que vao rareando!
As feiras e a nossa tambem, vao deixando aos poucos dando o lugar aos centros comerciais das cidades!
E e pena porque ainda se conseguem boas compras e coisas que nos centros comerciais nao se conseguem!
A nossa feira podia, pois com as condicoes que tem no que toca a instalacoes, ser uma feira de referencia regional, mas infelizmente nunca a conseguiram optimizar e vai morrer como ja aconteceu a outras, e e muita pena!

Um abraco de amizade dalgodrense.

Ps: mande-me um email com essa pintura, da antiga camara de Figueiro, por favor, desde ja bem haja.

JPCLEMENTE disse...

Caro Al. cardoso!
Envie-me o seu mail para assim poder enviar o que me solicita.
Um abraço amigo
JPC

Anónimo disse...

ah....a feira...belos tempos.

al cardoso disse...

O meu email esta no meu profile e o seguinte:

alcard8@gmail.com

Um abraco de amizade dalgodrense

Anónimo disse...

Olá fascinante este blog parece bem desenvolvido.........Boa pinta :/
Gostei muito faz mais posts deste modo !

Francisco Pina disse...

Para além do que é referido pelo João Paulo, eu porque sou bastante mais velho, lembro-me também do grande movimento de veículos,mesmo em Figueiró. Eram as carreiras (autocarros), Eram as camionetas de carga, com a caixa de carga, dividida, levando pessoas, animais e cargas de vários produtos da terra.
Havia a feira do gado, onde eram negociadas ovelhas e porcos, entre outros. Era a praça onde eram vendidas galinhas, coelhos e outros. Feijão, grão entre outros produtos da terra. O queijo e uma grande variedade de outros produtos e objectos. Durava, praticamente o dia todo.
Hoje e apesar das boas condições em termos de instalações, é uma feira morta. Não chega a ser sequer uma amostra do que foi e ao meio da manhã, está acabada. É pena que não se procure forma de a dinamizar novamente.