domingo, 3 de maio de 2009

"Moradores do Interior entre os mais endividados": Verdade ou Mentira?


Apesar de distante fisicamente da minha terra natal, através dos meios de comunicação social, procuro estar a par de tudo o que lá acontece. Numa das edições do Jornal "Expresso" surgiu uma notícia intitulada "Moradores do Interior entre os mais endividados" que presumo não ser muito rigorosa, devido ao exagero, no que concerne às dívidas que grande parte das nossas autarquias têm, onde se referencia o município de Fornos de Algodres. Haverá alguma verdade nos números apresentados? A ser verdade, haverá justificações válidas para que tal aconteça!

Cada habitante do concelho de Fornos de Algodres devia, em 2007, quase 6.100 euros, um valor que coloca o município na liderança do "ranking" dos 35 com maior passivo exigível (dívida) por pessoa. Em Celorico da Beira e Fundão, que também aparecem na lista, por exemplo, cada munícipe devia perto de 2.100 euros e em Seia e na Covilhã o valor ronda os 1.700.
Segundo o último Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, só na região da Cova da Beira são quatro os concelhos que aparecem na lista dos mais endividados, os mesmos que

constavam no estudo refererente a 2006.
A Covilhã, antes em 15º lugar, é agora 9ª com quase 87 milhões de euros de passivo, enquanto o Fundão passou do 20º lugar para o 16º (66 milhões) e Seia (48 milhões) e Guarda (47 milhões) avançaram uma posição cada, classificando-se em 29º e 30º, respectivamente.
No total, os 35 municípios mais endividados do país representam, em conjunto, 53,5 por cento do total das dívidas das 308 autarquias existentes.
in Jornal Expresso

Sem comentários: