quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Serra, Rio, Queijo e estradas, o segredo para o desenvolvimento?

Desde há muito tempo, tenho reflectido acerca das potencialidades que o nosso concelho possui e que poderiam ser a alavanca para o progresso nas Terras de Algodres. Na verdade, somos possuidores de paisagens magníficas, servindo de varanada para a Serra da Estrela; o rio Mondego passeia a nossos pés; hoje temos meios de comunicação que nos colocam, com comodidade e rapidez juntos dos grandes centros de decisão regional e nacional; finalmente, somos possuidores de um produto com qualidade única, O Queijo da Serra.Perantes este cenário porque será que os nossos jovens continuam a sair em busca de melhores condições de vida? Porque é que os concelhos vizinhos estão cada vez mais desenvolvidos em detrimento do nosso? Será que a culpa está em todos nós? Nos poderes de decisão regional e nacional?Nos autarcas que nos governam?
Lançavam estas perguntas para reflexão de todos os que gostam destas belas terras de algodres e desejam o melhor para elas e para as suas gente.

3 comentários:

al cardoso disse...

Sem duvida que um pouco de culpa recai sobre todos nos, as autarquias compete dar condicoes e em muitos casos tem cumprido, na area em que em meu ver tem falhado e em captar investimento e ate gente. Veja por exemplo tanta quinta abandonada, enquanto noutros lugares se promove a sua utilizacao por parte de estrangeiros que vem viver e contribuir para o desenvolvimento por ca fica tudo ao abandono.
Ora diga-me la se nao poderiamos ter umas lindas aldeias de turismo de habitacao, na Povoa do Crasto, nas Cortes ou na Quinta dos Telhais? Isto para so falar na freguesia de Figueiro!

pensarfornos disse...

Não tenha dúvida, amigo Albino!
Eu próprio tive oportunidade de percorrer os caminhos do Castro de Santiaga e até trabalhar nos trabalhos arqueológicos do Castro. Porque não constituir uma empresa municipal ou de outro carisma que possibilitasse a reabilitação dessas casas rurais e as promovesse turistcamente no estrangeiro de modo a trazer para cá pessoas e dinheiro? Concordo plenamente com a observação do turismo rural. Já agora, há muitos percursos pedestres que poderiam ser reabilitados e divulgados para esse mesmo turismo.
Um abraço
João Paulo Clemente

Amaral disse...

João Paulo
Esse é sempre o grande problema. Há condições e a região é bela, mas os jovens "fogem" para outras paragens. Porquê?
Parabéns pelo teu blog.
Um abraço